Muito Qi pra você!



Já parou para prestar atenção em sua respiração?


Inspira, expira... inspira, expira...


Quando se alimenta, reparou que o ato de comer significa mais que uma garfada e outra para saciar a fome?


Respirar, comer... é tão normal, que acabamos fazendo tudo automaticamente!

Agora vamos falar de Qi (lê-se Chi), que os japoneses chamam de Ki.


Há no Universo uma força, uma energia vital que permeia tudo e todos, a força vital da criação. É o Qi.


Chamada de Prana na Índia, ela anima todos os seres vivos.


Recebemos o Qi de nossos pais quando somos gerados. É a nossa carga genética, o nosso Qi pré-celestial, o Yuan Qi. Esta energia não se renova. É como se ela fosse uma barrinha de ouro da qual extraímos “pedacinhos” de energia quando já não temos nem uma reserva disponível.


Depois que nascemos e o nosso cordão umbilical que nos ligava às nossas mães é cortado, necessitamos respirar e nos alimentar com nossas próprias forças. Esta energia é renovável. Trata-se do Gu Qi (energia dos alimentos que nutre músculos, tendões... todo o corpo) e do Kong Qi (energia do ar). Essas duas energias juntas, formam o Zhong Qi, ou Qi adquirido.


Então, para termos uma vida saudável, entre outros fatores, temos de nos atentar para o respirar consciente que, mais do que inspirar e expirar, envolve também o cuidar de tudo que penetra em nossos pulmões, evitando hábitos nocivos como fumar, por exemplo.


Também há que se atentar a uma alimentação diversificada com a ingestão de alimentos e líquidos saudáveis, sem cometer excessos, e num ambiente calmo e com tranquilidade.


Além desses dois fatores, temos de cultivar hábitos de vida positivos como praticar atividades físicas, dormir o suficiente para ter um sono reparador, cuidar da saúde emocional, mental e espiritual.


Pois, se não mantivermos o equilíbrio para renovar ou não gastar em demasia as nossas energias, teremos de utilizar da reserva da nossa “barrinha” pré-celestial. O que significa começar a esgotar uma energia da qual vamos precisar um dia, quando nossos órgãos, já desgastados pelo tempo, não tiverem mais o vigor da juventude, para funcionarem adequadamente.


A deficiência ou estagnação do Qi pode comprometer todo o funcionamento do nosso organismo, gerando muitos desequilíbrios que podem originar problemas de saúde.


Para promover o equilíbrio e ajustar a circulação do Qi, pode-se empregar diversas técnicas terapêuticas como, por exemplo: a Acupuntura, o Shiatsu, a Auriculoterapia, a Reflexologia Podal, a alimentação baseada nos 5 Elementos, a prática do Tai Chi Chuan e do Yoga.


Enfim, o que dizer do Qi?


Qi é movimento, é energia, é Vida!


Então... muito Qi pra você!!!


Marina Arashiro Terapias Orientais

0 visualização
integra_logo_transp.png
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Rua Francisca Robles Madeira, 429 - Jardim São Silvestre, Ourinhos - SP, 19902-080, Brasil

(14) 3326-9382 ou Whatsapp (14) 99744-7492

©2018-2019 por Robert Casemiro